Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

O Ouriço

MENU

BITOLA: BOIS OU BURROS?

Jack Soifer 18 Jul 12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Durante dois anos li muito e entrevistei muitas pessoas para escrever o livro TRANSPORTES, com os engenheiros e professores Luís C. Silva, ex-engenheiro chefe da CP e António M. Aguiar, um dos diretores da TAP.


Fartei-me de rir quando li que a bitola (distância entre os carris) ibérica que nos foi imposta há 100 anos é diferente de todo o restante da Europa, era aquela de uma parelha de bois, que antes das locomotivas a vapor, puxava as carruagens em Espanha. Daí, enquanto na Europa a palavra é train, treno, zug, tåg, aqui ficámos pelo “com-bois” ou “com-boio”.


Há tempos foi elaborado um detalhado e mui económico Plano Integrado de Transportes, resumido no livro, que mostrava como em fases, mesmo com investimentos mínimos, se pode trazer a bitola Europeia, que já está a ser implantada em Espanha, até o porto de Sines, e na primeira etapa até Poceirão. Este foi entregue ao Ministro da Economia que deixou entender que iria assim facilitar as exportações diretas à França e Alemanha, sem transbordo em Espanha.

Mas, escreve o Luís Silva:

De acordo com uma carta ao Sr.Carlo Secchi, que mais parece ter sido escrita pela RAVE/Refer do que por um Ministro da Economia de Portugal, o nosso Governo abdica da bitola europeia e vai docilmente oferecer-se a Espanha para lá ser feita a transferência de mercadorias da nossa bitola para a europeia, que em breve chegará a Badajoz, mas que os nossos líderes não querem aproveitar, embora digam que estão fortemente empenhados numa ligação à Europa.  Com a mesma lógica desta carta, poderia trazer-se a bitola europeia de Badajoz/Caia até Évora, pelo menos, e já ficava pronta uma parte da futura linha e as operações de mudança entre bitolas seriam facturadas em Portugal e não em Espanha. Mas não será assim. A impreparação técnica de quem redigiu a carta vai ao ponto de, embora invocando as nossas dificuldades económicas, prometer equipar com o ERTMS a nova linha ibérica ou seja, equipá-la com um sofisticado sistema de controlo e segurança estudado para linhas interoperáveis, que não é o caso da bitola ibérica.”


Quem redigiu esta carta? Uma parelha de burros ou ao contrário, uma de exspertos vindos de um banco estrangeiro? Vai custar os mesmos 800 milhões do IVA que…Tratam-nos como a parvos e como só refilamos e nada fazemos, temos o que merecemos.

Diz o refrão dos AVANTES INOVANTES: “É pra mudar? Sim, sim, é pra mudar!!!”

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

6 comentários

De Renato Rodrigues a 08.11.2012 às 11:27

Obrigado eu. É sempre bom aprender com quem sabe. Dei uma olhadela no seu contributo para um PIT e gostei bastante. Eu tenho interesse na matéria e estou a tentar converter a minha carreira para transportes e ferrovia. Se tiver algum link ou dica relevante agradeço. Quase todos as ofertas pedem experiência específica.

Comentar post

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds