Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Passos para trás

Jack Soifer 4 Jan 13
















A recessão vai piorar. O pior ano será 2013. Durante 20 anos, demos passos para trás.

Consumir mais do que produzir, sistémica fuga de lucros para offshores, privilégios a grupos corporativos, intransparências, "posso, quero, mando", (in)justiça lenta e inusitada, grandes grupos a não pagar as faturas às PME, são algumas das razões da fuga dos investimentos.

A nossa crise aguda é estrutural, mas só atacam a financeira. Ignoram os alertas de quem quer o melhor para Portugal. No dia em que Passos Coelho aumentou o IVA da restauração, a Suécia baixou-o, após décadas de perder empregos e receita. Há 25 anos, tínhamos 60% de economia paralela, hoje temos 35% (o valor menor divulgado obteve-se por um método ultrapassado). A ciência prova que, quando a população considera taxas e impostos inequitativos, duplica a economia paralela. Demorou-se 25 anos a baixar a fuga ao fisco em 25%, e este poderá subir em 50 dias. A receita vai cair, não subir, como no caso das Scuts!

Vários econometristas já disseram que Portugal precisa de dez anos e uns 160 MM€ para sair da recessão. Por que ignorar isto, como negar despedir 100 mil burocratas, vender ou ceder a empreendedores imóveis públicos mal usados, impor a lei igual para todos?

Resta ao empreendedor produzir para exportar, entrar na economia paralela, emigrar - como já recomendaram - ou tornar-se amigo da corte. A crise é uma oportunidade para mudanças estruturais. Quem as promete e não faz está a aldrabar-nos, como tentaram com o mercado, o que fez os juros de longo prazo subirem, e não cairem. Empreender sim, mas num mundo real!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds