Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Alternativas

José Ferraz Alves 5 Abr 13

E que o problema está na forma escolhida de querer pagar a divida, reduzindo a capacidade de produzir receitas fiscais e aumentando a despesa do lado social, e não no valor da divida de partida.
A CP mostrou no fim de semana da Páscoa como se faz para aumentar receitas, baixando em 50% os bilhetes de viagens de longo curso. Foi um sucesso.
Para governantes que pedem medidas alternativas aos que solicitaram inconstitucionalidades, nunca haverá a capacidade de perceber que sem a sobretaxa de 3,5% e com a baixa do IVA, as receitas seriam superiores. Não dá nos modelos de excel das suas cabeças e na arrogância dos seus corações. Se têm de mostrar contrapartidas, baixem a parte das PPP,s, dos milhões para especialistas e no resgate do BPN. Chegam ao final do ano e verão o efeito. Têm de governar para as pessoas, para a melhoria das suas condições, e os resultados chegam. Metam o Desendividamento, o controlo dos preços da EDP, Galp e Bancos. Promovam a distribuição de lucros nos salários, para que os ganhos das exportações cheguem à economia real e assim à promoção do emprego. Estas são as medidas que darão esperança ao país e que o farão pagar as suas dividas.
E fiquem por Massamá ou pela linha de Cascais.
José Ferraz Alves

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds