Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Austeridade Anímica I: Sou Morta

Artur de Oliveira 1 Mar 14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Sou morta por dentro.Viva por fora. Eles vêem-me respirar por isso julgam-me viva. Mas eu sou morta , tão morta como os cadaveres que dormem no ventre frio da terra , um ventre que os não dara a luz , mas a cruel insaciabilidade dos vermes.

 

Mafalda Leal 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds