Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

A SANTinha MILAGREIRA

Jack Soifer 3 Jul 12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Há dias os jornais publicaram uma notícia bombástica. São 1600 empregos, 232 milhões de investimentos, meio milhão de turistas! Um verdadeiro milagre! Há semanas publiquei dados que informei ao Sr. Ministro da Economia, obtidos após extenuante trabalho de muitos experts, a mostrar que em 2014 teremos 26% de desemprego, um brutal aumento da criminalidade, continuado desinvestimento, aumento da economia paralela, etc. com a atual política económica. Como então este súbito otimismo em Silves? É a coincidência de uma série de milagres!

 

O primeiro milagre foi conseguir que uma enorme área protegida como santuário de aves e também pela NATURA 21 na lagoa de Salgados, transformada em zona urbanística pela CCDR do Algarve. Como é que o saco verde da lagoa tornou-se zona azul?

 

O segundo milagre foi alguém na marinha ter permitido isto numa zona que precisa de aprovação daquele nobre corpo da defesa nacional, que tem entre os mais conceituados técnicos do país e verdadeiros defensores dos valores pátrios. Quem permitiu? O ministro sabe? A publicidade diz “praias privadas”!

 

O terceiro milagre foi, no meio desta brutal crise financeira que assola meio-mundo, algum banco ter prometido financiamento para este projeto megalómano - ou não prometeu? Qual é o banco?

 

O quarto milagre foi convencer alguém nalgum mi(ni)stério (quem, qual?) que as 30mil camas vazias nos atuais hotéis e aldeamentos e outras tantas privadas não bastam para os próximos 10 anos. Já temos 100 mil autorizadas no Algarve e os empresários reclamam que estão a perder dinheiro. E, contrariar todas as previsões das associações de empresários do turismo, não só de Portugal, de que o fluxo turístico vai cair.

 

O quinto milagre foi convencer a imprensa que isto não é mágica nem milagre. Ou será que o “capital” inicial é para a publicidade que permitirá a alguns jornais sobreviver mais uns meses com a esperança da austeridade, também por milagre, acabar?

 

O sexto milagre é o Grupo Galilei, envolvido no escândalo do BPN ser o beneficiário destes milagres.

Só mesmo em Silves ocorrem tantos milagres! Em breve teremos uma nova rota turística religiosa para lá. Pois até em Inglaterra já se conhece a milagreira.


Autoria e outros dados (tags, etc)

Para não correr o risco de ser acusado de apenas colocar posts sobre futebol e vídeos de Madonna, assim como de me ter ausentado do debate politico nos últimos tempos, deixo-vos um aperitivo chin(el)ês que podem, inclusivé, encontrar [nos restaurantes chineses] em garrafas de licor: Gafanhotos.

Por cá são uma praga mas na China servem-se como aperitivo. E chegam até a ser comidos vivos. 

 

 

Adenda: Tirando o sentido de humor refinado de Vítor Gaspar e as piadas certivas de Honório Novo-que até tem um gato chamado Gaspar-as comissões parlamentares de Orçamento e Finanças estão a tornar-se cada vez mais mórbidas. E a de ontem não foi excepção.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Já que o Ministro das Finanças não sabe onde cortar mais despesa para que possa evitar a subida do IVA e um novo agravamento da carga fiscal, aqui vai uma citação do meu novo livro, "Retomar o Sucesso", que será brevemente editado pela Gradiva, onde se faz um retrato exaustivo do despesismo do nosso Estado e onde, entre outras coisas, se contam os números das entidades e organismos estatais:


"Segundo a contabilidade mais recente da Administração Pública nacional, existem em Portugal nada mais nada menos do que 349 Institutos Públicos, 87 Direcções Regionais, 68 Direcções-Gerais, 25 Estruturas de Missões, 100 Estruturas Atípicas, 10 Entidades Administrativas Independentes, 2 Forças de Segurança, 8 entidades e sub-entidades das Forças Armadas, 3 Entidades Empresariais regionais, 6 Gabinetes, 1 Gabinete do Primeiro Ministro (bem grande, diga-se), 16 Gabinetes de Ministros, 38 Gabinetes de Secretários de Estado, 15 Gabinetes dos Secretários Regionais, 2 Gabinetes do Presidente Regional, 2 Gabinetes da Vice-Presidência dos Governos Regionais, 18 Governos Civis, 2 Áreas Metropolitanas, 9 Inspecções Regionais, 16 Inspecções-Gerais, 31 Órgãos Consultivos, 350 Órgãos Independentes (tribunais e afins), 17 Secretarias-Gerais, 17 Serviços de Apoio, 2 Gabinetes dos Representantes da República nas regiões autónomas, e ainda 308 Câmaras Municipais, 4040 Juntas de Freguesias, e 1226 estabelecimentos de educação e ensino básico e secundário. A estas devemos juntar as CCDRs e as Comunidades Inter Municipais, centenas de Observatórios e as sempre misteriosas e omnipresentes Fundações.

Nota: Mesmo se não contarmos com as 238 Universidades, Institutos Politécnicos, Escolas superiores e Serviços de Acção Social, o número de Institutos Públicos é ainda de 111, um número extraordinário para um país das nossas dimensões".

Ora, perante estes números, perante a enormidade e a omnipresença do nosso Estado (que ainda é dono de empresas que equivalem a cerca de 5% do PIB)perante as mais-que-evidentes clientelas e grupos de interesses que fomentam e reproduzem o despesismo voraz e descontrolado das Administrações Públicas, será que é assim tão difícil perceber onde é que se deve cortar a despesa? Será? Será que precisamos que venha cá o FMI para nos indicar o que é assim tão óbvio? Será que mais um agravamento da carga fiscal, que decerto nos atirará para uma nova recessão, é mesmo necessário, senhor Ministro? Sinceramente, parece-me que não.


Fonte: Álvaro Santos Pereira no blog Desmitos 


A um dia de sabermos o resultado da avaliação da TROIKA, é sempre bom recordar as palavras do Álvaro blogger para as confrontar mais tarde com as palavras do Álvaro Ministro e restante executivo.


Adenda: Um ano após a eleição do governo, o prejuízo do sector empresarial do estado duplicou e promete derrapar ainda mais ...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Querem comprar portas e relvas!

Faust Von Goethe 31 Mai 12

 Alemães querem comprar portas e relvas portuguesas

 

No contexto actual em que o destaque das notícias são Miguel Relvas, secretas e negociatas afins, o título desta notícia do Jornal de Negócios [que ontem fez 9 anos] convida qualquer um a fazer aquilo a que se chama jornalismo interpretativo. E eu não fui excepção à regra!

 

Leitura complementar: Nós e os alemães: pobres e mal agradecidos por Camilo Lourenço.

 

Adenda: Hoje, ao contrário do que vem sendo habitual, concordo com o Camilo. Quem for p.e. para os lados da Marinha Grande pode descobrir uma empresa portuguesa com capitais alemães que produz moldes para a Boeing. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da Privatização da TAP ao TGV

Faust Von Goethe 27 Mar 12

A propósito da entrevista de Fernando Pinto ao Jornal de Negócios, lembrei-me agora com a privatização da TAP, é bem provável que no caso desta ser adquirida pela British Airways ou Iberia, que os vôos da TAP deixem de aterrar na Portela e passem a aterrar em Barajas (Madrid).

 

A concretizar-se a minha profecia, não me admira nada que apareçam dentro de uns tempos, umas cabeçinhas iluminadas-tipo Álvaro Santos Pereira-a dizer que afinal o TGV é para ir mesmo para a frente! 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fim da Era de 'Toda a Verdade'

Faust Von Goethe 21 Mar 12

 

O mais recente exemplo do fim da era de toda a verdade está no caso da energia. Durante a segunda avaliação, que já alertava para os atrasos na concretização de medidas no sector da energia, o Governo comprometeu-se a apresentar "uma proposta para corrigir as rendas excessivas nos regimes especiais (cogeração e renováveis) e nos CMEC, que pertencem à EDP, e na garantia de potência". Para avançar nesse sentido, o Ministério da Economia encomendou um estudo que foi fechado a sete chaves para o público em geral. Divulgado, primeiro pela TVI e, depois, pelo Jornal de Negócios, foi criticado pelo presidente da EDP ainda antes de se conhecer o trabalho em todos os seus pormenores. Resumindo: o estudo da energia não podia ser divulgado, mas a empresa que mais era afectada pelos resultados do relatório conseguiu criticá-lo. Temos todas as razões para concluir que um documento que o Governo defendia como confidencial acabou nas mãos das empresas do sector. Como e porquê? 

 

Helena Garrido

 

Dizem as más línguas-não as do Correio da Manhã, mas as que conheço que costumam deambular pela zona do Marquês [de Pombal]- que na altura da polémica do QREN, que envolvia os ministros Gaspar e Santos Pereira, António Mexia e o Ministro da Propaganda andavam a encontrar-se no Hotel Ritz em Lisboa.

Percebe-se agora porque os telejornais nos incendeiam com casos Freeport e porque dedicam tempo infinitesimal a assuntos que interessam ao consumidor como a questão das rendas da electricidade, mas compreende-se...

 

As sondagens da última semana são um mero exemplo de quão a comunicação social se está a aproximar dos meros instrumentos de propaganda política. Mas que assim seja, pois o importante é conduzir o rebanho daqueles que ainda acreditam, não pela competência dos que nos governam, mas por uma questão de Fé!

 

Amén.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Aumento dos Combustíveis III

Faust Von Goethe 20 Mar 12

Concordo em grande parte com o que LR escreveu em Blasfémias sobre os factores exôgenos que condicionam directamente os preços dos combustíveis. Mas mesmo assim, continuo a reiterar o meu desagrado quanto às afirmações de ontem de Passos Coelho, que mais ecoam a conversa de circunstância de quem se quer esquivar às responsabilidades.

 

Ora bem: a estratégia económica deste Governo assenta essencialmente na promoção das exportações e no combate às rendas nos sectores protegidos (?!), o que significa que estamos a abrir cada vez mais a nossa economia ao exterior. Certo?

 

Se assim o é, o próprio governo tem de encontrar uma solução a curto prazo para promover a competitividade no sector das exportações, que poderá passar, por exemplo, pela criação de um linha de combustíveis low-cost para empresas exportadoras/transportes de mercadorias nos mesmos moldes do gasóleo agrícola (é só adicionar um corante ao gasóleo usual), ou então, tributar menos imposto de combustível a empresas deste sector.

 

Este é só um pequeno exemplo em que o governo não só pode, mas deve intervir. Não achas o mesmo, Álvaro?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tiro ao Álvaro! (IV)

Faust Von Goethe 9 Mar 12

 

Fonte: Jornal Sol

Autoria e outros dados (tags, etc)

Birras no Governo

Artur de Oliveira 6 Mar 12

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tiro ao Álvaro! (III)

Faust Von Goethe 6 Mar 12

Álvaro Santos Pereira pela sua inexperiência, desconhecimento e inadaptação a este país de brandos costumes, é sem dúvida um dos elos mais fracos deste governo e vai provavelmente sair, após o próximo congresso do PSD.

 

Não concordo quando se diz que o problema de Álvaro é o facto de este ser, tal como eu, um académico. O problema de Álvaro é essencialmente o problema de Passos Coelho: Têm um deficit de comunicação que terão de corrigir, já para não falar de um problema de fundo que qualquer tutor da pasta de economia, que passa essencialmente por perceber que uma economia só volta a crescer, não por fórmulas quânticas da reciclada teoria macro-económica, mas por uma gestão aprumada dos lobbies [tal qual no ministério da saúde]. 

 

Nesta semana que ainda ontem mal começou e que promete ser quente-a crise do euro e a tutela dos fundos do QREN são duas procissões que ainda vão no adro- o tiro ao Álvaro promete e recomenda-se como alternativa fugaz ao tiro ao Passos, ao Gaspar, ao Portas, ao Relvas, ao Cavaco, ao Sócrates, ao Durão, a Merkozy,...

 

Abaixo seguem alguns dos tiros dos blogues/jornais que acompanho através do Google Reader:

 

Cánãdá

...Álvaro Santos Pereira
from Aventar - 

A cereja em cima do Álvaro

Editorial
from Dinheiro Vivo - Dinheiro Vivo - 

Viagens na Minha Terra

...O Álvaro é vitima de bullying e de assédio moral no trabalho• Manuel Cintra, Sobre a dependência• Osvaldo Castro, Álvaroaguenta-se...? Para já, mas refém de Marcelo e da CIP...!• Pedro Lains, Afirma-te, Pereira• Sérgio Lavos, "2012 vai marcar um ponto de viragem" - Vítor Gaspar, há precisamente 42 dias• Teófilo M., Ainda há quem reme contra a c...
from Câmara Corporativa - 

Álvaro Santos Pereira

...torno de  Álvaro Santos Pereira  é reveladora de muitas coisas de que ontem falei na TVI Obs. Se Álvaro Santos Pereira quiser ter boa imprensa pode por exemplo declarar à segunda-feira que o mais importante são as pessoas, à terça que os trabalhadores do Alfeite vão fazer parte duma dinâmica transformadora da indústria naval europeia e à quarta ...
from BLASFÉMIAS - 

Poder-se-á (também) um dia dizer de Gaspar que se tornou uma sombra de si mesmo?..

...que o Álvaro começa a ser pressionado para dar dinheiro às empresas depois de na Europa certas vozes de direita terem alertado para os perigos da austeridade e de a Espanha ter feito o que fez. Os patrões sentiram-se com força para exigir do Governo algo mais do que a eliminação dos direitos de quem trabalha. Querem o dinheiro do QREN. Percebem...
from OUTRA MARGEM - 

Impressionar com o Álvaro, brilhar com o Álvaro, seduzir com o Álvaro

The Ever-Expanding Definition of ‘Diversity’ . Winning Makes People More Aggressive Toward the Defeated . Stress Changes How People Make Decisions . Better Health Another Reason for Getting a Degree . Hungry People See Food-Related Words More Clearly . “You Can Play”: Campaign Launched to End Homophobia in Sports . Incompetent People Too Ignorant t...
from Aspirina B - 

Um livro por semana 279

...1971 como Álvaro Neto, Liberto Cruz integrou-se na Poesia Experimental Portuguesa pois os poemas deste livro são inseparáveis da sua visualidade. E também da irreverência como em «Plebeísmos vulgares»: «Um gajo sem cunhas pediu uma Bolsa. Nicles, claro! Dizem que ficou com uma grande cachola. Que artolas!» Como nota final registemos um soneto do...
from Aspirina B - 

Subir para cima, descer para baixo, demitir o demitido

...Álvaro Santos Pereira, governo, passos coelho, psd
from Aventar - 

Umas no cravo e outras na ferradura

...como o Álvaro tem sido tratado no governo é muito mais do que uma questão de mais poder ou menos poder, é um problema de dignidade e de total descontrolo por parte de um Gaspaorika que está cada vez mais ambicioso.  Coisas estranhas Num país onde se odeia os sindicalistas é estranho que um dirigente sindical tenha tanto protagonismo nos jo...
from O JUMENTO - 

Álvaro: "Estamos a cumprir. Sabemos o que queremos para Portugal"

Numa conferência da APDC, esta noite, o ministro recusou falar sobre o seu eventual pedido de demissão na pasta da Economia e do Emprego
from Dinheiro Vivo - Dinheiro Vivo - 

O estádio da Marinha

...como o Álvaro queria. Já há muito que temos falado na possibilidade de o União descer de divisão, possibilidade que agora é uma garantia. E assim conseguimos ter um estádio usado por uma equipa de futebol que está ao nível das locais, sem que estas possam dar-lhe uso. Mas nem tudo é mau. Com o investimento que a câmara fez, com o que tem custado...
from Largo das Calhandrices - 

Irrecuperável

...Olho para Álvaro Santos Pereira e vejo isso. Leio o que alguns dizem dele, sobretudo na chamada opinião que se publica, e vejo estrumeira moral. Esta, sim, é irrecuperável.
from portugal dos pequeninos - 

Álvaro aguenta-se...? Para já, mas refém de Marcelo e da CIP...!

...que o Álvaro devia aguentar-se até ao feriado do Corpo de Deus... aí pelo mês de Maio,porque sempre poderia ser necessário para desembrulhar o nó górdio dos feriados com a Igreja...Passos,após longas consultas com Saraiva, e sabedor dos desejos de pacificação de Marcelo nas imediações das greves, e especialmente da greve geral, acabou por chamar...
from A Carta a Garcia - 

Ficou, mas sem nada para fazer...

...O Álvaro continua à frente do ministério mais desejado do Governo. Isto de não ter pasta é uma maravilha nos tempos que correm. Agora a sério, faz pena a situação do Ministro da Economia. Nada justifica o seu esforço de permanência face à incrível desautorização por parte de PPC.
from Estado Sentido - 

|| Santos Pereira, Alvaro’s issues

...Álvaro Santos Pereira mantém-se à frente da Economia»   [Obrigado]      
from DER TERRORIST - 

A palavra aos leitores

...ou o Álvaro transformou-se numa gordura do Estado? (...)'
from Câmara Corporativa - 

Será Que Temos Homem?

...Álvaro Santos Pereira em reunião inesperada com Pedro Passos Coelho Gajo que é gajo só ameaça se estiver em condições de cumprir! Se o ministro Álvaro bater com a porta terá a minha (quase) imorredoira solidariedade.
from A Educação do meu Umbigo - 

Evolução...

...Álvaro Santos Pereira, são “profundamente injustas” e alerta que “servem os interesses da oposição”, sobretudo os do PS.
from Forte Apache - 

Estado da governação

...Álvaro, fiz o que pude.O Gaspar manda, o Álvaro obedece, o Passos aplaude.Afonso
from Câmara Corporativa - 

Santos Pereira deixou o governo

...o Ministro Álvaro Santos Pereira deixar o governo! O tempo é à escolha do freguês e completamente grátis! Digam lá se isto não é um cluster ao nível do pastel de nata? Tagged: Álvaro Santos Pereira, governo, passos coelho, psd
from Aventar - 

A birra

...birra de Álvaro Santos Pereira, que no último Conselho de Ministros da quinta-feira passada,  ameaçou renunciar ao cargo caso lhe fosse retirado o poder sobre o Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), fez-me lembrar a definição de economista produzida pelo catalão Noel Clarasó: "pessoa que traça planos para fazer alguma coisa com dinhe...
from Farpas - 

Solidário com o Santos Pereira

...rio com Álvaro Santos Pereira, sentindo no ar a sua frustração, dou-lhe isto... É mais barato do que um regresso a casa!  
from Farpas - 

“Bem-aventurados os pobres em espírito porque deles é o Reino dos céus”

...mesmo o Álvaro é que ainda não sabe a resposta…Afonso
from Câmara Corporativa - 

QREN. Álvaro Santos Pereira ameaça demitir-se

...Mar 2012 Álvaro Santos Pereira ameaçou demitir-se no Conselho de Ministros da última quinta-feira, onde esteve a ser discutido o esvaziamento dos seus poderes na gestão do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), soube o i. Segundo fontes próximas do ministro da Economia, Álvaro Santos Pereira tem manifestado que o seu abandono do gover...
from A Carta a Garcia - 

Queridos, vamos remodelar a casa?

...Álvaro.2. Morada: Se demorarem mais de uma semana, o melhor é tentarem a de Vancouver.3. Qual a divisão que pretende renovar?:  A divisão provocada pela gestão das verbas do QREN.4. Quais as razões que levam a querer remodelar? Infiltrações.5. Casa própria ou alugada? Imprópria.6. Há quanto tempo habita a casa?: Praí oito meses.7. Quantas pessoa...
from Delito de Opinião - 

Pobre Álvaro

...Pobre Álvaro que uma vez mais se vê relegado para segundo plano e desrespeitado nas suas (in)competências. Pobre Álvaro e pobres de nós que vamos ver o dinheiro que podia ser utilizado numa tentativa de reanimar a economia e combater o desemprego a ser gasto em politicas orçamentais. É que neste governo que na sua politica de empobrecimento do p...
from WEHAVEKAOSINTHEGARDEN - 

Álvaro é vitima de bullying e de assédio moral no trabalho

...o nosso Álvaro tem sido tratado pelos seus colegas de Governo chegaremos à conclusão de que o nosso superministro da Economia e de mais meia dúzia de pastas está a ser vítima de bullying. Não faltam os tiranetes ou valentões (bully) que se dedicam a achincalhá-lo ou a tirarem-lhe os pertences, o Álvaro é maltratado em pleno conselho de ministros...
from O JUMENTO - 

O elo mais fraco

...Governo que Álvaro Santos Pereira demonstrou ser um "erro de casting". Ou a demonstração cabal de que quase sempre os bons teóricos da matéria não se traduzem em políticos competentes. Falta-lhes o feeling. O "tiro ao Álvaro" prestes a chegar ao fim e nova derrota para Pedro Passos Coelho.
from Estado Sentido - 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds