Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Subvenções: Os 400 da III República

Artur de Oliveira 11 Out 13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ao contrário do que diz Ângelo Correia (num claro recado ao seu aprendiz que é o actual PM numa agenda bem conveniente porque neste fim de semana é que se discute em Conselho de Ministros os cortes das subvenções),  não é demagogia cortar as subvenções vitalícias aos cerca de 400 políticos e ex-políticos, por razões muito simples:

1- O dinheiro não lhes vai fazer falta pois já conseguiram muitos negócios que lhes permitem viver desafogadamente, independentemente da forma como os conseguiram.

2- porque não é justo cortarem pensões a idosos, subsídios de desemprego, pensões de viuvez e sobrevivência e uma carga fiscal elevada sobre a classe média que já está demasiado comprimida (e até deprimida) com muitas famílias a passar fome e no desemprego e deixarem que os senhores políticos não contribuam para tirar o país da crise.

3- Alguns dos 400 subvencionados são suspeitos de estar envolvidos em escândalos de corrupção (como o fax de Macau, BPN, entre outros) e só isso devia merecer por parte dos mesmo s uma atitude de contrição e todos deviam apoiar estes cortes, nem que seja por um mínimo de ética perante o sofrimento da sociedade civil fustigada pela austeridade.

4- É um custo anual de 10,6 milhões e quando os subvencionados chegam aos 60 anos de idade, o custo individual duplica.

 

Haveriam mais razões, mas o vídeo que se segue revela quem são os 400 subvencionados e os seus percursos, o que dará margem a conclusões bastante óbvias...  

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Profissão: Ex-governante

Artur de Oliveira 10 Jul 12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds