Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Défice orçamental terá ficado em 7,4% no primeiro trimestre

Quase 3% acima do previsto pelo governo-4.5%-e 8 décimas percentuais abaixo da minha estimativa em Dezembro 2011-8.2%. Já Miguel Beleza tinha dito em Dezembro 2011 que estes números previstos eram pura aldrabice. Aliás, como defendeu Miguel Beleza:

  • "Isto é um empréstimo fundos de pensões da banca] mas em vez de pagar com juros, o Governo paga as reformas das pessoas"
  • os 4,5% são alcançados somente através da transferência de parte dos seis mil milhões de euros de receitas extraordinárias dos fundos de pensões da banca.
  •  a introdução de receitas extraordinárias é "uma aldrabice. Todos os governos têm feito isto"
  •  "o verdadeiro défice é superior. Porque estas não são receitas a sério".
  • "O relançamento da economia devia acontecer através da redução de impostos", de forma a favorecer as empresas.
A explicação para esta aparente maquilhagem de défice é semelhante às que Eduardo Catroga fazia em tempos de vacas gordas, e pode ser explicada de forma análoga ao truque da carta de Houdini. Tentem descobrir o porquê no vídeo abaixo: 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dia de Conclave

Faust Von Goethe 25 Jan 12

 

Receio que com o ruído que ainda abunda na blogosfera sob o salário de Catroga e as subvenções de Cavaco, que hoje em dia de conclave em Davos (Suíça) ninguém consiga olhar para o que se passa além fronteiras e para o que ainda está para vir.

Pela blogosfera, tudo vai girando à volta de patriotismos exacerbados, criados essencialmente pela actual crise económica e pelas políticas de austeridade deste governo que trouxeram os ventos da desconfiança e os vendavais da inveja.

A aparente letargia que nós como povo vamos vivendo, reduz-nos à mesquinhez. Nesta aldeia global, onde a informação atinge velocidades cruzeiro na ordem dos cagagésimos de segundo, interessa mais comentar se nosso "vizinho" tem mais que nós e a razão pelo qual ele tem sucesso e nós não. 

Mas nestes dois casos concretos que supramencionei, os ditos não se podem queixar, pois pertencem ao grupo que nos propôs a austeridade, pedindo que a suportássemos de forma patriótica, mesmo que estes sacrifícios violassem um dos princípios básicos inerentes à nossa soberania enquanto nação: a nossa própria constituição.

Segundo a máxima de Platão: "Pessoas normais falam sobre coisas, pessoas inteligentes falam sobre ideias, pessoas mesquinhas falam sobre outras pessoas." 

Se concordamos com a máxima de Platão, abraçamos a ideia que os ditos patriotas da nação puseram inteligência no armário e optaram por cultivar a mesquinhez. E mesquinhez traz inveja, muita mesmo e da grossa.

 

Na Imagem: Klaus Schwab, presidente e fundador do Fórum Económico Mundial.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds