Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Irá a Alemanha sair da zona Euro?

Faust Von Goethe 10 Mai 12

Provavelmente NIM...

 

Até à data, a grande maioria dos analistas-nos quais incluo Nouriel Roubini-acredita que brevemente países como a Grécia ou Portugal irão sair do euro. No entanto, olhando p.e. para o panorama actual na Grécia, onde o povo foi soberano e expressou o não às políticas de austeridade-PASOK e Nova Democracia juntos baixaram nas intenções de voto relativamente às últimas eleições, não conseguindo juntos uma maioria parlamentar-mas um sim à continuação na zona euro- o Syriza, o berloque de esquerda lá da Acrópole, não conseguiu formar mais à esquerda um governo anti-troika que passaria por dizer não ao pacote de ajuda externa.

 

De acordo com os tratados de adesão, cabe aos líderes de países como a grécia a decisão de querer ou não continuar na zona euro, mesmo com a economia a entrar em colapso-nem Hollande nem Merkel e muito menos Lagarde estarão lá para decidir pelos gregos. Aliás, não existe nenhum mecanismo formal que permita aos restantes países da zona euro excluir a grécia.

 

 

Por outro lado, com o degradar da situação tanto em Espanha como [futuramente] em Itália, entre outros, a Alemanha vê-se confrontada com um problema que se irá tornar insustentável a longo prazo. Esse problema reside em ser forçada a resgatar mais uns tantos países em dificuldades, o que poderá sair bastante caro ao Deustche Bank-a emissão de [Euro]bunds iria-lhes sair caro.

 

Por outro lado, com a eleição de Hollande assim como com a queda do governo na Holanda, a probabilidade de simplesmente ignorar as metas orçamentais que a Alemanha propõe, que passará entre outras coisas pela rectificação do tratado orçamental, coloca as aspirações do executivo de Berlim em xeque. O adiamento da votação do Tratado Orçamental no Reichstag Deustcher bundestag ontem poderá contribuir ainda mais para esse impasse.

 


 

No final, o executivo de Merkel terá de decidir se vale a pena continuar a injectar biliões e biliões de euros em países em dificuldades, mesmo que estes se oponham ao diktat de MerkozyPorém, existe uma peça que deverá ser tida em linha de conta neste complexo jogo de estratégia geopolítico-O partido de Merkel aprovou em Novembro do ano pasado uma resolução que permitirá, se assim o Reichtag Deustcher bundestag entender, abandonar a zona euro sem sair da União Europeia. 

 

No contexto político-económico actual, é bem provável que seja a Alemanha o [primeiro] país a sair do Euro e da forma mais pacífica, mas como é óbvio seria também aquele que, com a dinâmica de revalorização do marco face às outras moedas, mais perderia com isso. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds