Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Abstenção vs Voto Obrigatório

Artur de Oliveira 28 Jan 16

ig-cov.jpg

Quem venceu as eleições presidenciais de 2016, ao contrário do que todos pensam, não foi Marcelo Rebelo de Sousa, mas sim a abstenção com 51.16% dos votos. Não seria de admirar que face a estes resultados, os paladinos do regime republicano um dia queiram seguir o exemplo do Brasil e obrigar as pessoas a votar por forma a manter o estabelishment feudal partidocrata. Certos escritórios de advogados pertencentes a alguns deputados, ou a sócios, compadres e de clientelas dos mesmos esfregariam as mãos de contentes com mais um contrato chave na mão de outsourcing para se elaborar legislação antidemocrática e ás custas de quem? De nós, os cidadãos, como é lógico. Caso surja essa ideia, é sinal de desespero do regime actual, a república do centrão de baixo. Se por acaso esse plano vir a luz do dia, os barões do regime deviam primeiro seguir o exemplo do Brasil sim, mas no voto electrónico e não em coagir os cidadãos a votar. Se querem que votemos, é simples, pensem mais nos cidadãos nas vossas estratégias políticas e menos nos vossos amigos dos amigos. É caso para dizer que não estamos numa res publica, mas sim numa res privada com sabor a corrupção e cheiro a nepotismo bacoco. Só a cidadania activa é que pode apoiar uma governação mais justa e logo democrática, sem amarras de ideologias atrasadas que mais não servem para dividir e conquistar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Dom Duarte pica na república

Artur de Oliveira 24 Jan 16

12626206_946008145470150_1583801927_n.jpg

Autoria e outros dados (tags, etc)

FB_IMG_1453331343505.jpg

Assim se prova como o Tribunal Constitucional serve somente aos interesses dos barões feudais dos grandes partidos que os nomeiam. Esta é a república. Dia 24, votemos nulo, branco ou abstenhamo-nos para mostrar a esta gente que este regime não serve os cidadãos. Alternativa só há uma: cidadania que rima com democracia e monarquia.

A lista dos barões ( e de representantes de barões) que ansiaram e voltaram a ter os seus privilégios feudais de volta em detrimento de idosos com os subsídios cortados e jovens sem esperanças de futuro com empregos miseráveis, já é conhecida mas convém recordar e dar o nome aos carrascos do futuro, os príncipes da república: Maria de BelémRoseira (PS e candidata a presidente da república) Alberto Costa (PS), Alberto Martins (PS), Ana Paula Vitorino (PS), André Figueiredo (PS), António Braga (PS), Arménio Santos (PSD), Carlos Costa Neves (PSD), Celeste Correia (PS), Correia de Jesus (PSD), Couto dos Santos (PSD), Fernando Serrasqueiro (PS), Francisco Gomes (PSD), Guilherme Silva (PSD), Hugo Velosa (PSD), Idália Serrão (PS), João Barroso Soares (PS), João Bosco Mota Amaral (PSD), Joaquim Ponte (PSD), Jorge Lacão (PS), José Junqueiro (PS), José Lello (PS), José Magalhães (PS), Laurentino Dias (PS), Miguel Coelho (PS), Paulo Campos (PS), Renato Sampaio (PS), Rosa Maria Albernaz (PS), Sérgio Sousa Pinto (PS) e Vitalino Canas (PS) . O Centrão de Baixo no seu melhor!

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentido de Estado XIII

Artur de Oliveira 10 Fev 14

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

"Faz todo o sentido comparar o progresso das Monarquias Europeias de hoje, com o nosso atraso por sermos uma república".

Dom Duarte de Bragança

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentido de Estado XI

Artur de Oliveira 5 Dez 13

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentido de Estado IX

Artur de Oliveira 24 Out 13

"O Chefe de Estado independente pode mais facilmente ajudar os governos e controlar alguns desvios dos governos do que um político nomeado Chefe de Estado, normalmente nomeado pelos partidos políticos"

 

Dom Duarte de Bragança em entrevista á Televisão de Macau (TDM), Outubro de 2013

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentido de Estado VII

Artur de Oliveira 12 Fev 13


Segunda parte da entrevista a Dom Duarte na ETV... 


Autoria e outros dados (tags, etc)

Sentido de Estado VI

Artur de Oliveira 11 Fev 13

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Reino da Sociedade Civil VII

Artur de Oliveira 25 Jan 13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Estou certo de que o monopólio que os partidos detêm sobre a coisa pública é uma das grandes causas da impunidade, da corrupção de Estado e das negociatas que temos vindo a assistir. E mais certo estou de que é hora de lhes dizer chega. Respeito todos os partidos, e sou o primeiro a vir dizer que os partidos têm direito ao seu espaço; mas têm de dar mais espaço à cidadania e aos movimentos populares que não alinham com eles, em prol do bem comum da nação e da boa democracia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Reino da Sociedade Civil III

Artur de Oliveira 21 Jan 13

 

Acredito que um rei pode sair mais barato ao povo português do que qualquer presidente que possamos vir a ter; acredito que a sua isenção e imparcialidade podem ser essenciais para a boa governação da res publica; acredito que o peso histórico da sua origem é ligação directa à raiz, à génese do ser português. E para um rei regressar ao poder, em Portugal, precisamos de pensar e agir em conjunto, como povo e como nação, contra os lobbys e interesses instalados das oligarquias internas e externas que subjugaram o nosso país. Esta aliança entre a Coroa e o povo não é recente. Era assim em Portugal antes de 1910. E é este, a meu ver, o caminho para se tentar dar um rumo alternativo a Portugal, que o ponha a salvo de novas tormentas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds