Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

A energia que vem da lua!

Mendo Henriques 20 Jun 12

 


Com o relatório anual da BPEnergia divulgado na semana passada, vemos os países com maior quantidade de energia e a partir de que recursos. Há  um país que se destacaa Noruega. Por ser um dos maiores exportadores de petróleo do Ocidente (12 por cento) ? Não; por ter cerca de dois terços de sua energia vinda da lua - 63%!
Afinal, a Noruega  é um grande produtor de energia das marés. E o movimento das marés é causado pela atração gravitacional da lua.
O que significa que a Noruega obtém a sua energia da luaEm 2003, o país construiu a primeiro central de marés. Sete anos depois, a primeira central flutuante . E agora um novo protótipo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Energia gratuita

Jack Soifer 12 Abr 12

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Apesar do biogás ser usado no interior de quase todos os países do Norte da Europa há 50 anos e nas ETAR de muitos deles há 15 anos, só agora ele chega a nós. É paradoxal: uma grande exportadora de componentes para os digestores está aqui, a Soplacas.
 
As bactérias de fermentação em digestores sem oxigénio usam os resíduos orgânicos das agro-indústrias, lixo ou dejetos animais ou humanos para gerar 65% de metano e 35% de dióxido de carbono, o que oferece elevado poder calórico. Um metro cúbico de biogás dá uns 1,5Kwh; equivale a meio litro de crude.

Assim, em vez de um problema ambiental, os resíduos, lixo e dejetos vão para digestores, em geral próximos às ETAR e/ou centrais de reciclagem. Ali, o biogás roda geradores para a rede elétrica ou é vendido aos autocarros urbanos e regionais. A cogeração usa dejetos animais e resíduos agrícolas e trouxe rendimento complementar à população rural.

Em muitos distritos da Europa do Norte, a maioria dos autocarros é a biogás. Poupa a importação do crude, gera trabalho nas oficinas regionais que ajustam o motor e instalam os depósitos e reduz a poluição. Os digestores agora já não são caros e existem práticas comprovadas para cada dimensão populacional.

O projeto 20-20-20 da UE sugere que até 2020 devemos reduzir os gases estufa em 20% e aumentar outras fontes de energia em 20%. A Alemanha é o maior produtor de biogás da Europa, com 71% vindo da cogeração de mini-unidades rurais. Na Dinamarca, 62% das casas são aquecidas com biogás. Lisboa, Margem Sul, Porto, Coimbra, Aveiro, são apenas alguns exemplos onde ele é competitivo, se o ministro da Economia quiser economizar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Fim da Era de 'Toda a Verdade'

Faust Von Goethe 21 Mar 12

 

O mais recente exemplo do fim da era de toda a verdade está no caso da energia. Durante a segunda avaliação, que já alertava para os atrasos na concretização de medidas no sector da energia, o Governo comprometeu-se a apresentar "uma proposta para corrigir as rendas excessivas nos regimes especiais (cogeração e renováveis) e nos CMEC, que pertencem à EDP, e na garantia de potência". Para avançar nesse sentido, o Ministério da Economia encomendou um estudo que foi fechado a sete chaves para o público em geral. Divulgado, primeiro pela TVI e, depois, pelo Jornal de Negócios, foi criticado pelo presidente da EDP ainda antes de se conhecer o trabalho em todos os seus pormenores. Resumindo: o estudo da energia não podia ser divulgado, mas a empresa que mais era afectada pelos resultados do relatório conseguiu criticá-lo. Temos todas as razões para concluir que um documento que o Governo defendia como confidencial acabou nas mãos das empresas do sector. Como e porquê? 

 

Helena Garrido

 

Dizem as más línguas-não as do Correio da Manhã, mas as que conheço que costumam deambular pela zona do Marquês [de Pombal]- que na altura da polémica do QREN, que envolvia os ministros Gaspar e Santos Pereira, António Mexia e o Ministro da Propaganda andavam a encontrar-se no Hotel Ritz em Lisboa.

Percebe-se agora porque os telejornais nos incendeiam com casos Freeport e porque dedicam tempo infinitesimal a assuntos que interessam ao consumidor como a questão das rendas da electricidade, mas compreende-se...

 

As sondagens da última semana são um mero exemplo de quão a comunicação social se está a aproximar dos meros instrumentos de propaganda política. Mas que assim seja, pois o importante é conduzir o rebanho daqueles que ainda acreditam, não pela competência dos que nos governam, mas por uma questão de Fé!

 

Amén.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)


Isto não augura nada de bom

...Secretário de Estado da Energia apresentou demissão na semana passada Se as razões são as invocadas no artigo, o lobby rentista está infiltradíssimo no governo (quiçá nunca terá saído) e com toda a capacidade para condicionar as decisões. Resta-nos a esperança que a Troika dê um murro na mesa e ameace cortar-nos a próxima tranche. Porque, está m...
from BLASFÉMIAS - 

Sede de Heróis

...qualquer Secretário de Estado, por absolutamente incapaz que seja, demitido deste Governo por divergências com Passos e Gaspar, é logo promovido a uma espécie de "herói do povo", Robin dos Bosques, Zé do Telhado que pretende tirar "aos grandes" para "dar ao pequeno"... No meio da crise e da crítica generalizada a este Governo, havia, afinal, uma...
from pegada - 

|| Uma frase que é toda ela um programa

...filho do secretário-geral da Associação Nacional dos Municípios Portugueses»   Para a próxima já tem mais currículo.   Entretanto, António Mexia pode continuar a apresentar os resultados que provam até à exaustão ser o melhor gestor do mundo e arredores e a justificar o correspondente salário mais bónus, assim haja contribuinte. Olé!   [Imagem] ...
from DER TERRORIST - 

Mais uma prova da urgência em reduzir o peso do estado na economia

...o do secretário de estado, o governo português continua comprometido, pelo acordo com a troika, a reduzir os valores pagos aos produtores de energia. É estranho que sejam agentes externos a exigir a adopção de medidas em que seremos os maiores beneficiados. E é urgente reduzir estas rendas negociadas pelo governo anterior e que configuram um evi...
from O Insurgente - 

Caro Dr. Eduardo Catroga

...de um secretário de Estado, aparentemente por não conseguir levar a cabo os seus intentos, logo após o presidente da EDP ter classificado com palavras duras um estudo encomendado por esse membro do Governo. O que se passa? E por que é que o PM ou o ministro das Finanças não apoiaram o secretário de Estado? E quem é o novo secretário? Faz sentido...
from Pedro Lains - 

Henrique Gomes é a primeira baixa no Governo de Passos Coelho

...O secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, deixa o Governo alegando "motivos pessoais e familiares", mas a oposição aponta o dedo à "falta de coordenação política" do ministro da Economia e a divergências no setor da energia. COMENTE
from Visão - 

Novo secretário de Estado da Energia toma posse hoje

...como novo secretário de Estado da Energia, em substituição de Henrique Gomes.
from Diário Economico - 

Artur Trindade na Energia após 1.ª "baixa" no Governo de Passos Coelho

...como novo secretário de Estado da Energia, em substituição de Henrique Gomes, que abandonou o cargo por "motivos pessoais e familiares".
from OJE - o Jornal Economico - 

Electrocutado

...O Secretário de Estado Henrique Gomes foi, até hoje, das poucas vozes que no governo tiveram a coragem de enfrentar a EDP, uma das grandes vacas sagradas do regime. Ousou investir contra uma cerca electrificada. Morreu politicamente. Electrocutado. A sua saída, independentemente dos motivos que a determinaram, tem um valor simbólico. O da cedênc...
from Delito de Opinião - 

Revista de imprensa: destaques do "Diário Económico"

...Secretário de Estado Henrique Gomes perde guerra na energia e abandona o Governo.
from Publico.pt - Geral - 

A história repete-se

...o seu secretário de Estado e aposto que se só dependesse do ministro este teria contado com todo o apoio possível na batalha que travava. Não, Álvaro se tem culpa de alguma coisa é a de não ter força política para defender adequadamente a equipa que o rodeia junto do primeiro-ministro. Henrique Gomes pretendeu enfrentar interesses instalados, ac...
from Os Comediantes - 

“Consumidores ficaram a perder”

...o secretário de Estado da Energia a abandonar o executivo. Henrique Gomes será substituído por Artur Trindade, diretor do serviço de custos e proveitos da Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE).
from RSS esquerda.net - 

BE diz que demissão de Henrique Gomes deve-se a divergências sobre reforma no sector da energia

...o do secretário de Estado da Energia se deve a uma divergência no Governo sobre a reforma do sector e o fim das “rendas abusivas” existentes em Portugal.
from Publico.pt - Geral - 

PCP: Saída de Henrique Gomes era previsível

...o do secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, perante “incongruências” no exercício do cargo.
from Publico.pt - Geral - 

Henrique Gomes enaltece trabalho de Santos Pereira na liderança do Ministério da Economia

...agora secretário de Estado da Energia, confirmou a sua saída do Governo por razões “pessoais e familiares” e enalteceu o papel de Álvaro Santos Pereira na liderança do Ministério da Economia, numa nota enviada à Lusa.
from Publico.pt - Geral - 

Secretário de Estado perde guerra na energia e abandona o Governo

...afastamento do secretário de Estado.
from Diário Economico - 

Presidente República confere posse ao novo secretário Estado Energia terça-feira às 15h30

...Trindade para secretário de Estado da Energia, que tomará posse nesta terça-feira às 15h30, anunciou a Presidência da República.
from Publico.pt - Geral - 

Álvaro fica, Henrique Gomes sai: o que acontecerá às “rendas excessivas” da EDP ?

...a do Secretário de Estado da Energia, no que constitui uma aparente vitória para a EDP que, caso se confirme, vai sair caríssima aos portugueses: Secretario de Estado da Energia é a primeira baixa no Governo Henrique Gomes, ex-quadro da REN, criticava o que considerava serem as “rendas excessivas” pagas às empresas, especialmente à EDP, e o pla...
from O Insurgente - 

Forte com os fracos, fraco com os fortes

...O secretário de Estado que já tinha batido com a porta em Outubro passado volta a bater com a porta. Desta, foi de vez, parece que por razões de incomodidade para as empresas do sector que a secretaria tutela. E o que vai fazer o Governo? Nomear para o seu lugar um dos supervisores da EDP, quadro da ERSE. Sim, é verdade, a mesma ERSE que acha ab...
from Arrastão - 

PS diz que demissão de Henrique Gomes é resultado da descoordenação do ministro da Economia

...cargo de secretário de Estado da Energia é o resultado “natural” de um ministro da Economia sem coordenação política e que tem perdido sucessivamente competências.
from Publico.pt - Geral - 

Novo secretário de Estado da Energia toma posse às 15h30 em Belém

Nota da Presidência da República confirma Artur Trindade no cargo
from Dinheiro Vivo - Dinheiro Vivo - 

PS responsabiliza Álvaro pela saída de secretário de Estado

Demissão de Henrique Gomes é o resultado "natural" de um ministro da Economia "sem coordenação política e que tem perdido competências"
from Dinheiro Vivo - Dinheiro Vivo - 

Governante que fala assim é demitido!

...O Secretário de Estado da Energia meteu-se com as empresas que nos levam couro e cabelo e, claro, acabou demitido. Em entrevista ao Negócios, indica que a privatização da EDP não impedirá o Governo de tomar medidas para cortar "margens excessivas" no sector. "O Estado tem que opor o interesse público ao excessivo poder da EDP!" São assim as emp...
from pegada - 

Demissão no Governo

...O Secretário de Estado da Energia, Henrique Gomes, terá deixado o Governo, segundo notícia divulgada esta segunda-feira pelo 'Diário Económico'. O referido jornal adianta que o substituto de Henrique Gomes no Ministério da Economia, tutelado por Álvaro Santos Pereira, é o Artur Trindade, director da ERSE - Entidade Regulador do Sector Energético...
from Estado Sentido - 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds