Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

     Segundo  no The Guardian, esta saída passará por:

 

1) Paralisação política;

2) BCE deixa de aceitar colateral e troika fecha a torneira, levando a que o país fique sem dinheiro;

3) Controlo de capitais e nacionalização dos bancos;

4) Imediato choque económico de grande dimensão provocando aumento do PIB, assim como um disparar das taxas de desemprego e emigração;

5) Default em larga escala. 

 

      Segundo Wolfgang Munchau em Financial Times, esta saída passará por:

 

1) Manter as actuais políticas o que deverá elevar o desastre político e económico;

2) Forçar equilíbrio da balança orçamental primária grega e fazer default total a toda a dívida privada e pública (incluindo FMI, BCE e UE);

3) Aliviar a austeridade, reverter o programa de ajustamento e fazer default unilateral.

4) Sair já do Euro de forma voluntária.

 

Leitura complementar: Desta vez a conversa da saída da Grécia é para levar a sério? no blogue Massa Monetária.

Autoria e outros dados (tags, etc)

The EU must show respect for Portugal’s political process

 

From Prof Luis Garicano and Prof Ricardo Reis.

 

Sir, The European Union’s urge to have the main Portuguese parties sign a comprehensive rescue plan before the general election (report, April 19) is misguided, as it affronts democratic values and provides an opening for populist parties to rise. International institutions must learn the lessons from Ireland’s rescue, including showing respect for the political process. It would suffice to have a two-month bridge loan that comes due very soon after the election, at a punitive interest rate, coupled with a written commitment from the main parties to hit a multi-year deficit target. The Portuguese could then choose what mix of higher taxes and lower spending they want when casting their votes in the election. Paying an interest rate close to the current market values on a two-month loan is a cost the Portuguese should be willing to pay to keep their right to vote, and the EU’s rescue plan would gain legitimacy and a lower risk of future renegotiation.

 

Este foi um artigo de opinião escrito, exactamente há um ano atrás no Financial Times, na sequência do diktat da TROIKA imposto em véspera de eleições.

Na altura este pedido foi ignorado. Os resultados estão à vista...

Autoria e outros dados (tags, etc)

Ironias à Krugman IV

Faust Von Goethe 28 Fev 12

Foi preciso Paul Krugman vir a Portugal receber um Doutoramento Honoris Causa para que opinidores como Miguel Sousa Tavares mudassem abruptamente a sua opinião. Afinal, e tal como já tinha elucidado por aqui e acoli, Espanha está em pior situação que Portugal.
Quem diria! 
Pena que nenhum jornalista (português) lhe tenha perguntado se o Fundo Europeu de Estabilização Financeira (FEEF) tivesse sido aprovado e accionado de imediato por volta de Setembro/Outubro 2010 - pouco depois da Irlanda ter pedido ajuda à TROIKA-se Portugal continuaria a precisar de ajuda externa.
Isto a propósito de colunistas internacionais como Wolfgang Munchau já terem especulado sobre a eficiência do FEEF na zona euro, com especial incidência nos países ditos periféricos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Mudem os Tratados Europeus, Estúpidos!

Faust Von Goethe 10 Fev 12

 

"

Without the ECB’s co-operation, the International Monetary Fund has determined that it will be impossible to reduce Greece’s debt sufficiently through the restructuring of private debt alone. Private bondholders have agreed to take a €100bn writedown on the €200bn in Greek debt they hold.

In order for the ECB to rid itself of the Greek bonds, it would probably have to sell or swap them at cost to the eurozone’s rescue fund, the European Financial Stability Facility.

Mr Draghi said the bank could not accept losses on its Greek holdings because this would amount to the central bank directly financing the Greek government. Such “monetary financing” is illegal under European Union treaties.

"

Fonte: Financial Times

Autoria e outros dados (tags, etc)

Música dedicada ao Gasparzinho

Faust Von Goethe 2 Fev 12

"Quando os navegadores foram para o mar no século XVI, não tinham certezas quanto às tempestades que teriam de enfrentar. Mas preparavam-se para elas, e se fossem bons marinheiros tinham êxito. Temos tradição de ser bons marinheiros."

 

Declarações de Vítor Gaspar ao Financial Times
 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Da Matemática ao Penalti Perfeito

Faust Von Goethe 30 Jan 12

Título, ontem, do jornal El Mundo - "Mourinho sabe mais de Matemática que Guardiola?" -, fui ler. As matemáticas são uma excelente ferramenta para os treinadores, garantiu-me o catedrático González Jiménez, vice-presidente da Real Sociedad Matemática Española. Parece que a escolha das equipas e táticas são tão meticulosas como lançar um robô até Marte. Eu tinha outra ideia dos papelinhos que Mourinho manda para dentro do campo a Pepe, embora já tenha suspeitado que às vezes são excertos da Teoria do Caos, não sabia é que eram autênticos tratados. Depois, o matemático disse quais as regras científicas do penálti perfeito: o marcador dá entre quatro e seis passos, espera que o guarda-redes se mexa mas só espera 0,41 milésimos de segundos e dispara a bola entre 25 a 29 metros por segundo! Por exemplo, disse ele, o marcado pelo inglês Shearer, no Mundial de 1998, contra a Argentina. Curioso, fui ao YouTube. Vi o penálti: de facto, Shearer deu cinco passos, e dou de barato que chutou à velocidade indicada. Mas, garanto depois de várias visualizações, ele nunca levantou os olhos para o guarda-redes nem viu em milésimo de segundo nenhum se ele se mexeu. Rematou com o acaso certeiro do artista... O futebol é-me um gosto ligeiro e portanto de pouco me vale ter desbaratado esta teoria. Mas tenho pena que uma simples visita ao YouTube não desmistifique também as certezas científicas, que julgo tão maradas, de certos professores de Economia.

Fonte: Ferreira Fernandes no DN

 

Sim: O futebol mesmo sendo bonito, pode também ser quantificável em termos matemáticos. E o Youtube também desmitifica a economia dita marada pelo meu caro amigo Ferreira Fernandes. Basta ouvir por exemplo o que o pai da teoria dos fractais, Benoit Mandelbrot, disse sobre mercados eficientes em entrevista ao Financial Times:

 
 
Parêntesis: Se Keynes fosse vivo, teria de estudar movimentos Brownianos para corrigir a sua teoria usando provavelmente o modelo evolutivo de Schramm–Loewner (também conhecido por SLE model) inventado pelo matemático israelo-americano Oded Schramm. Este modelo já deu duas medalhas fields (o equivalente ao prémio nobel para matemáticos, cuja idade não ultrapasse os 40 anos) a dois matemáticos: Wendelin Werner (2006) e Stanislav Smirnov (2010).

Autoria e outros dados (tags, etc)

O Cherne Podre

Faust Von Goethe 27 Jan 12

"Como um peixe, a Europa está a apodrecer pela cabeça."


Wolfgang Münchau, colunista do Financial Times, em vésperas das eleições europeias de 2009.

 

Fonte: Jornal i

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds