Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Ouriço

MENU

Lucrar com a crise

Jack Soifer 24 Jan 13

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não precisamos inventar a roda nem engolir o que outros nos impingem.

Há 15 anos a Argentina passou por uma crise pior do que a nossa. Não aceitou as ordens do FMI, declarou moratória, desvalorizou o peso, deixou a banca podre falir, mudou o modelo económico.

 

O governo voltou a governar.

 

No auge da reforma, quando o desemprego tocou os 25%, os concelhos deixaram a sociedade civil usar os locais das fábricas abandonadas, para lá voltar o comércio real, i.e, a troca de produtos, usando a moeda do município.

 

Sem especuladores, a avó vendia lá uma jóia ou móvel que já não precisava e com o Cordobal, a moeda local, comprava alimentos directamente do produtor, como tomates; este pagava então o bidão de diesel da Galp regional.

 

Desde 2008 faz-se o mesmo num concelho do Nordeste do Brasil, articulado com o micro-crédito para os desempregados. A grande distribuição importa alimentos e produtos nocivos e os cartéis mandam mais que os governos. O consumidor ali tem opção.

 

Na Argentina caiu a compra de supérfluos, as transnacionais que não aceitaram o novo modelo deixaram o país e no lugar delas vieram milhares de PMEs nacionais, a vender menos caro. Pois é falso que a maior escala leva ao menor preço - depende do saco azul e das off-shores.

 

A Argentina saiu da recessão em 4 anos; a Dinamarca levou 12 os EUA toda a era Clinton, 8 anos. Em 6 anos ela cresceu 7% a/a e só em 2010 caiu para os 2%. Austrália, Brasil e o Canadá, p.ex, não entraram em crise. Na UE, Polónia e Suécia, também não; nesta o PIB subiu 4,2% e a bolsa 22% em 2010.

 

Como? Nenhum deles tem o Euro! Hoje vendemos dívida para pagar débitos, os Euros não ficam cá, não criam emprego. Na moratória só pagaremos os juros, e o principal já vencido será pago quando o aumento do nosso PIB superar os 2%. Ao sair do Euro, Irlanda, Áustria, Hungria e Grécia nos seguem. Basta ameaçar e os grandes nos ouvirão. E voltaremos a exportar o melhor da nossa boa terra.

 

Que tal voltar a plantar (usar) tomates?

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

 

Na época Clássica de Atenas os cidadãos estavam isentos do pagamento de impostos. Por outras palavras; não contribuíam para o erário público. Os Atenienses consideravam o pagamento de taxas ou impostos uma tirania, e procuravam eximir-se sempre que possível. Então, de onde provinham os meios para financiar a "res pública"? Das cidades conquistadas. Do pagamento oneroso dos súbditos subjugados à força, tornados reféns vitalícios. Curioso como a história se repete. Curiosa como a estória se inverte. Esse comportamento evasivo parece ter migrado para os dias de hoje, o nosso tempo; não tenham dúvidas, os Gregos praticaram sem pudor a evasão fiscal nas últimas décadas o que contribuiu para a sua ruína. E eis a ironia do destino. A Grécia é hoje um território conquistado pela Alemanha que a obriga a pagar a dízima -  a outra face da mesma moeda.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Na crónica de Ricardo Araújo Pereira na Revista Visão desta semana, pode ler-se o seguinte:

 

É infalível: selecção que faça brilharetes nos campeonatos internacionais obtém o respeito do resto do mundo. Repare-se no exemplo da Grécia: venceu o campeonato da Europa em 2004 e, hoje, o seu povo é tido na mais alta consideração. Os gregos mostraram que eram um povo honesto, corajoso e trabalhador, e qualquer pequeno problema que eventualmente possa haver com as finanças do país é desvalorizado quando os responsáveis da União Europeia e do FMI recordam o que Zagorakis e seus pares fizeram, há oito anos, em Portugal.

Os próprios espanhóis, que são campeões da Europa e do Mundo, têm um quarto da população no desemprego, mas esses são desempregados que podem comer um bocadinho do orgulho que foram ganhando naqueles campeonatos, e dar aos filhos a alegria de viver num país cuja selecção de futebol vence bastantes jogos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Em vésperas do Grécia X Alemanha (próxima 6ª feira às 19:45 GMT), nada melhor que recordar o vídeo dos Monty Python já postado por estes lados




Autoria e outros dados (tags, etc)

O Polvo acertou! O Polvo acertou! Mas ...

Faust Von Goethe 18 Jun 12

 

"Esta é uma vitória para toda a Europa" disse Samaras, mas falta entretanto o mais difícil: Formar um governo de coligação ou, na pior das hipóteses, de unidade nacional. Será que é desta que os [partidos] gregos se entendem?

Autoria e outros dados (tags, etc)

Treinador de Bancada do Euro 2012-#5

Faust Von Goethe 17 Jun 12


O Grécia-Rússia de ontem, no qual resultou a qualificação da selecção grega para os 1/4 de final, teve tanto de épico como de imprevisível.

Embora os prognósticos antes do jogo assim como as estatísticas [da primeira parte] apontassem claramente para uma vitória mais que certa da selecção russa, foi Karagounis-já passou pelo Benfica-que desafiou as leis das probabilidades [formalizadas pelo matemático russo Kolmogorov], quando ao minuto 47, marcou à Rússia aproveitando uma perda de bola por parte de Zhirkov.

 

A selecção grega irá muito provavelmente defrontar a selecção alemã. E Fernando Santos, no bulício dos actuais acontecimentos políticos na grécia, arrisca-se a ser promovido herói nacional, não por vir a ganhar o europeu [à semelhança de Otto Rehhagel em 2004] mas caso venha a deitar por terra as aspirações germânicas.

 

E assim se jogará o destino do euro [2012]: nas urnas (dentro de horas), na próxima reunião do eurogrupo (a 21 Junho?) e dentro das linhas (dia 22 Junho). E que ganhe o Fernando Santos, que bem merece!

Autoria e outros dados (tags, etc)

 

Tradução da mensagem na figura: "Quanto mais eles roubam a tua vida, mais alimentam o teu nacionalismo e raça."

Autoria e outros dados (tags, etc)

Autoria e outros dados (tags, etc)

Treinador de Bancada do Euro 2012-#1

Faust Von Goethe 8 Jun 12

Hoje serei grego e vou torcer para que o Fernando Santos ganhe à Polónia, em Varsóvia.

Autoria e outros dados (tags, etc)

Este vídeo foi partilhado no facebook pelo meu caro amigo Jorge Silva a propósito do meu post anterior-também partilhado por aquelas bandas.




Leituras complementares:

Autoria e outros dados (tags, etc)

Pesquisar

Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds